Antes de continuar a ler este post você precisa saber que em nenhum outro lugar do mundo é possível entrar dentro de uma câmara de magma, somente na Islândia e somente no vulcão Thrihnukagigur.

Este fato em si, já torna esta aventura uma das experiências mais exclusivas e incríveis do mundo. Mas não é somente isso que faz esta visita com a empresa Inside the Volcano tão especial.

A Islândia é uma das regiões vulcânicas mais ativas do mundo, com erupções ocorrendo a cada 3 ou 4 anos, em média. Apesar disso, o vulcão Thrihnukagigur entrou em erupção pela última vez há mais de 4 mil anos e não há indícios de que ele volte a entrar em erupção em um futuro próximo.

Para chegar até a cratera do vulcão, é preciso caminhar cerca de uma hora por um campo de lava até o acampamento base. Neste caminho, além de observarmos a mais pitoresca paisagem vulcânica da ilha, também cruzamos o local exato onde as placas da Eurásia e da América do Norte estão se afastando e, portanto, literalmente abrindo a crosta terrestre da Islândia.

Do acampamento base, começamos a leve subida até o cume do vulcão Þríhnúkagígur. Esta subida deve ser, em dias normais, bastante tranquila. Porém, no dia da nossa visita, pegamos uma ventania sem explicação e tivemos que agarrar firme nas cordas de apoio para conseguir chegar até lá em cima, o que pra falar a verdade, deixou a aventura ainda mais empolgante.

Do cume do vulcão, começamos a descida pela cratera, em um elevador especial que passa apertado na passagem de cerca de quatro metros de largura, a única abertura que dá acesso ao interior do vulcão.

A câmara magmática costuma ser chamada de coração de um vulcão. É lá que a rocha líquida espera para encontrar um caminho para a superfície, causando uma erupção vulcânica. Na imensa maioria dos casos, a cratera é normalmente fechada após a erupção por lava dura e fria.

O vulcão Þríhnúkagígur é uma rara exceção a isso, porque o magma na câmara parece ter desaparecido. Acredita-se que o magma se solidificou nas paredes ou simplesmente recuou para as profundezas da terra.

Dentro da cratera a beleza consiste principalmente nas várias colorações encontradas em seu interior e em seu enorme tamanho. A rochas basálticas são cobertas com as cores vermelha do ferro enferrujado, o azul do quartzo que se encontra na pedra e o amarelo do enxofre.

Sem sombra de dúvida, é uma experiência memorável para quem visita o país do fogo e do gelo e deseja ter esse contato intenso com as particularidades da natureza islandesa.

A única empresa que oferece o tour é a Inside de Volcano, para reservar é só entrar no site, clicando aqui. O custo por pessoa é de quase 300 euros.

Deixe uma resposta